Todo apoio à luta dos metalúrgicos da CSN pela manutenção do turno de 06 horas

Quarta, 08 Novembro 2017 13:38

Imprensa da FUP - A FUP é uma das entidades que estará presente na quinta-feira, 09, ao ato em Volta Redonda que relembrará a histórica greve dos metalúrgicos da Companhia Siderúrgica Nacional em 1988 pela implantação do turno de seis horas, entre outros direitos que haviam sido conquistados na então recém promulgada Constituição. O movimento foi violentamente reprimido pelo Exército no dia 09 de novembro, a mando do então presidente José Sarney, que autorizou a invasão da fábrica. O conflito resultou na morte de três jovens operários e em centenas de feridos. Cerca de 18 mil metalúrgicos participaram da greve, que durou 17 dias.

Vinte e oito anos depois, os operários da CSN enfrentam uma nova luta em defesa do turno de seis horas, que vem sendo alvo de ataques por parte dos gestores da empresa. A companhia está implantando goela abaixo dos trabalhadores o turno fixo de oito horas, que foi amplamente rejeitado pela categoria.

Segundo levantamento dos sindicatos que lutam contra a arbitrariedade da empresa, o fim do turno de seis horas significará a redução de mil postos de trabalho diretos e 2.500, indiretos. A FUP e seus sindicatos repudiam mais esse ataque ao regime e jornada de trabalho, que ocorre às vésperas da implantação da contrarreforma trabalhista. Toda solidariedade aos metalúrgicos da CSN. 

 

 
Avalie este item
(0 votos)

Sede MacaéMacaé

Rua Tenente Rui Lopes Ribeiro, 257 Centro - CEP 27910-330 Telefone: (22) 2765-9550

Sede CamposCampos

Av. 28 de Março, 485 Centro - CEP 28.020-740 Telefone: (22) 2737-4700