Mulheres debaterão democracia e direitos no Fórum Social Mundial, em Salvador

Sexta, 09 Março 2018 15:11

 

A crise financeira e política provocada pelo governo golpista e ilegítimo de Michel Temer (MDB-SP), aliada à defesa do capital internacional, ataca  direitos e aumenta a exploração de mulheres trabalhadoras.

Mulheres perdem mais postos de trabalho do que os homens, especialmente as negras. E quando elas conseguem um emprego, a remuneração é, em média, 25% menor do que a do homem. E quanto maior a escolaridade, maior é a diferença salarial entre mulheres e homens - a média chega a 63%.

“As agendas sindicais têm de levar em conta essa perversão à situação das mulheres no mercado de trabalho, em especial, nesse momento histórico, em que o golpe colocou no poder homens brancos, patriarcais que formaram um governo que desconsidera o papel fundamental da mulher no desenvolvimento do país com justiça e inclusão social”, diz a vice-presidenta da CUT Nacional, Carmen Foro.

É esse olhar de gênero feminino sobre todos esses acontecimentos, além de outros temas nacionais e internacionais, como migração, segurança, soberania alimentar, democracia e o futuro do trabalho que serão debatidos na “Oficina Mulheres em Defesa da Democracia e por Direitos”, durante o Fórum Social Mundial, em Salvador, de 13 a 17 de março.

“Estar presente nesse Fórum, debater, interagir, aprofundar questões nossas, trocar experiências, conhecimentos com as outras organizações que lá estarão é um dos grandes objetivos da CUT”, diz Carmen.

“A nossa presença será em número significativo de mulheres dos nossos sindicatos e da base e será uma importante oportunidade de se fazer reflexões e posicionamentos frente ao que acontece neste momento da história”.

Serviço

O FSM 2018 será realizado entre os dias 13 e 17 de março, no Campus de Ondina, da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Outros espaços de Salvador também abrigarão atividades do evento. Do Parque do Abaeté, em Itapuã, ao Parque São Bartolomeu, além de vários locais na capital baiana, se transformarão em  territórios de diálogo e convergência do Fórum.

Oficina Mulheres em Defesa da Democracia e por Direitos

Data: 13 de março

Horário: 9h às 11h30

Local: Tenda da CUT no FSM

Coordenação SMT-CUT.

Palestrantes: Patrícia Valim – Professora e Historiadora da UFBA,

Carmem Foro – Vice Presidenta da CUT.

Graça Costa – Secretária de Relações de Trabalho – CUT.

Dia 14/03

Atividade de Convergência sobre Democracias

Horário: 9h às 11h30

Local: Tenda da CUT no FSM

Coordenada pelo Conselho de Educação Popular da América Latina e Caribe (CEAAL).

Participam da mesa: Frei Beto; Djacira- MST; Oscar Jarra- presidente do (CAAL); Carmen Foro, vice-presidenta da CUT Nacional

Conferência sobre, Segurança e Soberania Alimentar

Dia 15/03

Horário: 9h às 11h30

Local: Tenda da CUT no FSM

Coordenação CUT Nacional. 

Conferencistas: Sérgio Sauer, professor da UnB e Elisabetta Recine, presidenta do Consea.

Debatedores: Aristides Santos (Contag) e Marcos Rochinski (Contraf).

Assembleia Mundial das Mulheres

Dia 16/03

Horário: 9h

As mulheres se juntarão às organizações e redes feministas internacionais e ativistas das diversas regiões do mundo e convocará um frente de ação e articulação internacional em torno de uma agenda das lutas universais, e inadiáveis.

 

 
Avalie este item
(0 votos)

Sede MacaéMacaé

Rua Tenente Rui Lopes Ribeiro, 257 Centro - CEP 27910-330 Telefone: (22) 2765-9550

Sede CamposCampos

Av. 28 de Março, 485 Centro - CEP 28.020-740 Telefone: (22) 2737-4700